últimas notícias

Macau há 12 anos


Há 12 anos, no 22.º Congresso, que decorreu igualmente em Macau, o tema central do evento foi “Turismo: Definitivamente Sim ou Não”.

por Paulo Camacho

A ideia da APAVT na escolha deste tema era que o evento constituísse uma grande reflexão acerca do que todos, privados e sector público, queriam para o turismo.
Como diria Atílio Forte, presidente de então da direcção no final do congresso que reuniu cerca de 800 congressistas, “uma vez mais tomamos posição em prol do turismo”.
Uma das conclusões saídas de Macau foi a necessidade do reconhecimento da importância económica, social e política do sector do Turismo fosse traduzida através da correspondente representatividade institucional ao nível do Governo. Este desejo acabaria por se concretizar algum tempo depois, quando Atílio Forte, já presidente da Confederação do Turismo de Portugal, enm representação da APAVT, conseguiu que aquele órgão representativo do sector passasse a ter assento no Conselho de Consertação Social.
Outra nota de evidência do Congresso de Macau foi o anúncio formal, durante um jantar que o evento do ano seguinte seria na Madeira. Preponderante nesta escolha estiveram duas figuras: Willy Sousa, então delegado da associação na Madeira e de Conceição Estudante, na altura, directora regional do Turismo.
O Congresso viria novamente para a Madeira em 2002, num autêntico golpe de rins de João Welsh, então figura de topo na direcção da APAVT, em substituição da Tailândia.

Sem comentários