últimas notícias

Remodelação do Pestana Carlton Madeira é aposta ganha

José Teothónio, administrador do Grupo Pestana, revelou quinta-feira no Funchal que a remodelação profunda do Pestana Carlton Madeira foi uma aposta ganha. Na apresentação aos jornalistas do continente (depois do grupo já o ter feito há mais tempo junto dos jornalistas da Madeira, que também estiveram presentes ontem) do “novo” cinco estrelas, sublinhou que os 18 milhões de euros investidos nas obras feitas de forma faseada ao longo de três invernos vieram mostrar que o Grupo Pestana estava certo quando decidiu mudar completamente aquela que constitui a sua primeira unidade.
Isto porque, explica, depois das obras, que terminaram no final de Fevereiro, princípio de Março do corrente ano, se registou um crescimento de 30% na receita por quarto em relação ao quadro anterior e igualmente um incremento de 20% no lucro de exploração em relação ao ano anterior e de 100% em comparação com os anos antes de começarem os trabalhos.
Estes são relevantes, sobretudo tendo em linha de conta que, conforme adiantou o responsável do grupo pela área de negócio da Madeira, que a procura deste ano foi semelhante ao passado. Quer isto dizer que o Pestana Carlton Madeira conseguiu subir os preços de venda.
Quanto às obras de requalificação do hotel inaugurado a 24 de Novembro de 1972, sublinhou que era importante recuperar o que diz ser um dos principais emblemas do Grupo Pestana. “Por isso, vê-lo novamente na liderança do destino é agradável para nós”, acrescentou, a propósito.
Depois dos trabalhos, feitos sempre com o hotel em funcionamento, com excepção deste ano, onde esteve encerrado completamete durante cerca de dois meses, sobretudo para alterar a fachada e rejuvenescê-lo e mexer na entrada e na piscina (depois de ter alterado tudo), a unidade passou a oferecer 287 quartos, incluindo 36 suites.
Um detalhe merece especial enfoque que foi o facto do grupo ter decidido riscar da lista 78 quartos. Com essa alteração, conseguiram criar quartos superiores com mais de 60 m2, que constituem, actualmente as unidades de alojamento de maior dimensão de toda a oferta do destino Madeira.
A unidade inicial foi projectada pelo arq. Julião Semião. Tinha então, 292 quartos.
Em 1982 é inaugurada a sua ampliação, que a dotou de 365 quartos.

Sem comentários