últimas notícias

easyJet pode ser principal ligação da Madeira à Europa

A easyJet começa a operar para o Funchal a 27 de Outubro com dois voos diários desde o aeroporto da Portela, em Lisboa.
Em entrevista ao Tribuna da Madeira, Beatriz Fernandéz, da administração da empresa, disse que a partir do momento em que a easyJet começar com esta rota, e segundo estatísticas da companhia, “a Madeira quadriplicará a quantidade de portugueses que visitarão a ilha”.
Como avalia esta primeira fase, digamos ainda de promoção, da vossa entrada na linha Lisboa-Funchal?
Estamos muito entusiasmados de começar a voar de Lisboa para o Funchal, principalmente por poder introduzir no mercado uma nova alternativa a preços mais atractivos e conseguir a tão esperada democratização das rotas comerciais que os passageiros merecem.

O que é que fez com que uma companhia com o prestígio e a liderança da vossa entrasse nesta rota?
A Madeira tem um clima agradável durante todo o ano, com um património paisagístico único e uma hospitalidade notável reconhecida do seu povo, tornando-o num destino turístico muito apetecível. Como tal, só podemos estar contentes com o lançamento desta nova rota da easyJet.

É suposto já terem avaliado estes primeiros cinco meses de liberalização da linha Funchal-Lisboa. Que conclusões têm tirado?
Até ao final do ano, entre Outubro e Dezembro, esperamos transportar cerca de 25.000 passageiros. Dentro do prazo de um ano, prevemos ter transportado aproximadamente 152 000 pessoas. O nosso objectivo é posicionar-nos como a companhia de referência no aeroporto da Madeira e alcançar a liderança a médio prazo, à semelhança do que aconteceu nos aeroportos de Faro (em que é líder absoluta) e de Lisboa (em que é a segunda companhia aérea em número de passageiros transportados).
Segundo estatísticas internas da companhia, a Madeira quadruplicará a quantidade de portugueses que visitarão a ilha a partir do momento em que a easyJet começar a operar naquela rota desde Lisboa.

Depois, ou mesmo antes de entrarem na rota, o que é que esperam da TAP e da SATA? A easyJet estará pronta para responder à concorrência?
Essa é uma questão que apenas compete à SATA e à TAP responder, abordando a sua própria estratégia de negócio, relativamente a este assunto.

Porque é que só agora a easyJet entra nesta rota? Quantas frequências estão a pensar fazer por dia?
A easyJet sempre demonstrou às autoridades que estava interessada na liberalização desta rota. Só começamos a operar agora por motivos logísticos. Neste momento já somos a 4ª companhia aérea no Aeroporto da Madeira e apenas começámos a operar em Outubro de 2007. Esperamos continuar a crescer e temos a certeza que a rota Funchal-Lisboa vai ser um sucesso.

Esperam também ser subsidiados pelo Estado pelas viagens prestadas na linha Funchal-Lisboa? Qual será o preço médio que a easyJet cobrará por uma passagem de ida e volta Funchal-Lisboa-Funchal?
A tarifa base para a rota Funchal-Lisboa-Funchal será 51,98 € com todas as taxas incluídas.

Os 25,99 euros que anunciaram como preço do bilhete Funchal-Lisboa será só nesta fase de lançamento ou é uma tarifa que poderá aparecer mais vezes durante o ano como uma promoção vossa?
Esta tarifa é a nossa tarifa base e não se trata de um preço promocional.

Como é que a easyJet pretende “tratar” os residentes na Madeira e os estudantes. Estão a pensar nalguma taxa especial?
Com a oferta de voos a partir de 25,99€ por trajecto com taxas incluídas, ou seja 51,98€ ida e volta, os estudantes e residentes na Madeira poderão passar a viajar ao Continente por um valor 4 vezes inferior àquele que é presentemente praticado por outras companhias, nesta rota.

O que é que a easyJet pretende dizer quando afirma querer “posicionar-se em definitivo como a companhia low-cost de referência no aeroporto da Madeira”?
É apenas o seguimento da nossa estratégia para Portugal, somos líderes em Faro, somos a 2ª companhia no Porto e em Lisboa apenas somos ultrapassados pela companhia de bandeira. Acreditamos fortemente que a curto prazo podemos ser a principal ligação da Europa à Madeira e vice-versa. Achamos que podemos oferecer todas as condições aos madeirenses para viajarem para as principais cidades europeias a preços low-cost.

A easyJet é já a segunda maior companhia a operar no aeroporto da Portela. Até onde é que a vossa companhia pretende chegar?
Portugal é um mercado bastante importante para a EasyJet. Vamos certamente continuar a crescer e a oferecer as melhores tarifas aos portugueses. Temos um modelo de negócio consolidado, uma frota nova e eficiente e voamos para aeroportos principais.

A easyJet começa a voar para o Funchal a 27 de Outubro com dois voos diários desde o aeroporto da Portela em Lisboa, a partir de 25,99€ por trajecto com taxas incluídas. Uma semana após o lançamento da rota foram já registadas mais de 5.000 reservas.
Tendo por base a experiência altamente positiva que tem vivido nos últimos 9 meses de operações no Funchal, a easyJet pretende posicionar-se em definitivo como a companhia low cost de referência no aeroporto da Madeira e alcançar a liderança neste aeroporto tal como conseguiu nos aeroportos de Portugal Continental: em Faro é líder absoluta e em Lisboa a easyJet é a segunda companhia aérea em números de passageiros transportados.
A easyJet, companhia aérea líder europeia de low-cost, tem actualmente a operar 162 aviões em 394 rotas entre 105 aeroportos, em 28 países diferentes. A companhia transportou 40 a 41 milhões de passageiros nos últimos 12 meses.

(Fonte: Tribuna da Madeira)

Sem comentários