últimas notícias

Reembolso de 2.600 idas-e-volta


Os balcões dos CTT já entregaram de subsídio do Estado aos madeirenses e residentes na região autónoma, pelas viagens de avião para o continente, cerca de 150 mil euros, entre 24 de Abril deste ano (quando começou a liberalização do espaço aéreo) e final de Maio.
Este montante traduz-se em cerca de 2.605 passagens de ida-e-volta entre a Madeira e as cidades de Lisboa e do Porto, no continente.
Dá-se ainda a particularidade, segundo Carlos Rodrigues, representante dos CTT no arquipélago, de apenas 5% dos subsídios terem sido levantados em estações continentais. Noventa e cinco por cento foram obtidos nas estações da Madeira, o que, em seu entender, representa que o perfil base do passageiro madeirense ou residente na ilha compra largamente passagem de ida-e-volta.

Contudo, crê que a mecanização do pagamento de subsídios ainda não entrou em velocidade de cruzeiro. Por várias questões entre as quais evidencia a das empresas e entidades, que deixam para o final do mês ou início do seguinte para levantar, em conjunto, os subsídios a que tem direito. Uma situação que começou já a verificar nos primeiros dias de Junho.

Sem comentários