últimas notícias

euroAtlantic mantém rota dos lucros


A euroAtlantic airways (EAA) obteve um lucro líquido de 12,5 milhões de euros em 2007, que traduz um crescimento em relação ao ano anterior, que se situou nos 10 milhões de euros.
Na conferência onde foram apresentados os resultados da companhia do Grupo Pestana e de Tomaz Metello, presidente da companhia, foi revelado ainda que a euroAtlantic voou um total de 23.392 horas e que procedeu a 2.794 aterragens em aeroportos mundiais. Das horas voadas, 22.690 foram em voos ACMI (Aluguer de Avião Tripulações Manutenção e Seguro) e 702 horas em voos charter.
Para este ano, a euroAtlantic, que assinala 15 anos de actividade, sempre com resultados positivos, prevê o aumento do peso dos charters até 20% contra uma contribuição de apenas 3% registado no último ano.
Um dos reflexos visíveis é o reforço do quadro das tripulações. Por isso, a companhia está a reforçar o quadro de pessoal navegante de cabine com mais 80 novos assistentes, na grande maioria jovens candidatos ao primeiro emprego.
Na oportunidade, o administrador, que estava acompanhado por Dioníso Pestana, presidente do Grupo Pestana, voltou a lançar o desafio de reunir a generalidade dos operadores turísticos que actuam no mercado nacional para comercializarem o mesmo avião.
Finalmente, em relação à questão do preço petróleo, Tomaz Metello, presidente da companhia, sublinhou que a euroAtlantic está protegida do alto preço dos produtos petrolíferos porque 97% da sua actividade está vocacionada para ACMI, onde os custos variáveis idem são assumidos por terceiros.

Sem comentários