últimas notícias

A Vida é bela na Madeira






“A Vida é Bela” quer entrar este ano na Madeira. A ideia é ter uma delegação na ilha. Admite que poderá ter um ou mais parceiros locais, mas a orientação do negócio será da própria marca. A revelação foi feita esta semana ao Diário de Notícias da Madeira, na qual, António Quina, director da agência de experiências adiantou que a ideia é entrar no mercado de eventos, na venda de 'vouchers' para experiências menos comuns no dia a dia das pessoas, sem distinção entre turistas ou residentes.
Mais adianta o referido jornal que na Madeira os produtos já estão à venda na FNAC. No entanto, têm a desvantagem de não haver oferta de 'vouchers' para actividades na ilha.
Uma vez implantada, A Vida é Bela conta com as agências de viagens e todos os canais de distribuição para a colocação dos seus produtos,
António Quina, que lançou a vendedora de sonhos há seis anos, referiu que a entrada da sua empresa na região esteve para acontecer em 2007, com um parceiro local. Contudo, o projecto acabaria por ser adiado por um ano.
Desde 2002 que a empresa aposta no turismo de lazer associando-lhe um conjunto de experiências originais que coloca ao dispor dos seus clientes: empresas e particulares.
As emoções fortes são a especialidade desta empresa inovadora especialista no turismo alternativo, valorizado pelas experiências que comercializa.
A vida é Bela surgiu a partir do sonho de António Quina que insistia em ganhar a vida de forma agradável e descontraída.
Aproveitando uma necessidade crescente das empresas em motivar os seus colaboradores e fidelizar clientes, a empresa entrou no mercado.
Hoje reúne no seu portfólio as mais diversas experiências, desde voos de balão de ar quente, experiências de parapente, acrobacias aéreas, fins-de-semana exóticos, observação de tubarões, voos de MIG ou corridas em carros de fórmula 1, tudo é possível.
Cerca de 85% da oferta da empresa é absorvida pelo mercado português e a restante no estrangeiro.
Para se dirigirem ao mercado os dois empreendedores contam com trunfos fortes.
A meta da empresa é criar experiências que impressionem os clientes. A prática de comprar experiências para oferecer a terceiros é cada vez mais corrente ou não fosse esta uma prenda original.
Para dar resposta a este segmento a empresa lançou o «Voucher Experiência». O sucesso que a empresa tem vindo a alcançar e a originalidade do seu conceito valeram-lhe o Prémio Inovação 2004, no âmbito do 5º Congresso Internacional de Capital de Risco.

Sem comentários