últimas notícias

Molhe proporciona emoções


Pelo que vimos nos dois restaurantes de Lisboa do Grupo Lágrimas, o Eleven e o Terreiro do Paço, as palavras de Sílvio Santos, presidente do Grupo Siram, e de Miguel Júdice, presidente do Grupo Lágrimas, proferidas na apresentção do Restaurante Molhe, no Porto do Funchal, fazem sentido. A expectativa que ambos os empresários —que decidiram estabelecer uma parceria onde o primeiro, que tem a concessão do espaço no Forte de Nossa Senhora da Conceição, e o segundo, que fica com a sua gestão — manifestaram, vão ao encontro da gastronomia vanguardista em ambientes únicos que encontramos naqueles emblemáticos da capital.

por Paulo Camacho

Deste modo, a proposta para a Madeira do Grupo Lágrimas começa pelo chef José Avillez. Um jovem de 28 anos que já é considerado uma das grandes referência da cozinha em Portugal. Obstinado pela excelência, traz, agora, os seus conhecimentos e criatividade para o Funchal.

Neste sentido, a ideia é conceber uma carta que respeite as tradições gastonómicas locais, não deixando de introduzir o cunho de contemporaneidade que é a imagem de marca do grupo.
Além disso, em termos de ambente, a ideia é que o restaurante seja um espaço eclético e despido de formalismos, sendo que os preços a praticar não pretendem ser um limite no acesso ao restaurante a um público reduzido.
No global, o novo Molhe será um espaço multi-funcional, que irá oferecer um conjunto de serviços em três ambientes diferentes: bar-esplanada, sala de eventos e restaurante (a abrir em Janeiro).
O Molhe oferecerá ainda os seus serviços de catering (já a partir de um de Dezembro) fora do espaço do restaurante, em qualquer ponto da ilha, beneficiando da experiêmncia de “event catering”, adquirida no continente pela Lágrimas Catering.
A inauguração esstá marcada para o próximo dia 30, pelas 18 horas, numa cerimónia a presidir por Alberto João Jardim, presidente do Governo Regional.
A empresa “Molhe - Exploração de Restaurantes, Lda.”, concessionária do forte, é detida em 100% pela empresa “Alga - Importação e Exploração, Limitada”, cujo capita foi adquirido pela holding Siram Turismo, do Grupo Siram.
A exporaçãodo espaço continua a pertencer à empresa Molhe, cuja gestão será feita pelo grupo Lágrimas Hotels & Emotions, que detém, explora e gere diversas unidades hoteleiras e de restauração de charme que são referências em Portugal.
O Molhe será o primeiro projecto do grupo na Madeira.

Sem comentários