últimas notícias

Terminal 2 no Aeroporto de Lisboa


Por estes dias tive oportunidade de testar o novo terminal, o 2, do Aeroporto de Lisboa. Já lá tinha estado uns dias antes de ser inaugurado e entrar em funcionamento do primeiro dia de Agosto deste ano.
Tal como escrevi na altura no Jornal da Madeira, um dos maiores constrangimentos aconteceria com quem, como eu, costumo alugar carro.

No regresso, tive de deixar a família no terminal e ir entregar o carro à estação.

Devo ter demorado entre 20 a 30 minutos neste processo. Antes entregava o carro e seguíamos todos, com a bagagem para o ckeck-in em menos de metade deste tempo.
Ou seja, entregar o carro, que até nem demorou muito, ter de subir atá à zona das partidas,do terminal principal, e sair para apanhar o autocarro que ali estava.

Sentei-me, à vontade, e aí uns cinco, ou talvez mais minutos, o "shutlle" arrancou vagarosamente em direcção ao "2". Demorou aí uns cinco minutos.

De resto, tudo correu como previa, de forma mais facilitada que no terminal maior. Check-in rápido, controlo de bagagem demasiado exigente para quem tem de trasnportar comida de bebé, como foi o meu caso e depois, esperar pelo avião da Tap, que sairia com 20 minutos de atraso por chegada tardia do aparelho. Nada de anormal e que se aceite num mês crítico como Agosto.

Ah. Já me esquecia. Para quem tanbto critica, a minha bagagem chegou toda. E de todos os demais passageiros.

Agora, devo dizer que aquele terminal não suporta atrasos maiores. Nem tem capacidade para isso. Além da oferta de lojas e restauração estar adequada a um embarque normal, não há para onde ir.

Mesmo assim, apesar de reconhecer a virtude do facilitismo nos processos, e sem qualquer tentativa de denegrir a imagem de quem quer que seja, penso que estaria adequado para uma cidade como Bragança, com operações menores, ou, então, para as low cost. No fundo, estas companhias até continuariam a ficar a ganhar visto que noutros países, optam por aeroportos secundários e mais longínquos, precisamente para beneficiarem de menores custos.


Em conclusão. Sem comprometer, o terminal 2 não é a opção mais adequada para as ligações aéreas para a Madeira. Nem para os Açores, Faro ou Porto.

Paulo Camacho

Sem comentários